segunda-feira, 13 de maio de 2013

Mais de 78 mil pessoas já se inscreveram para morar em Marte


 Lembra daquela postagem feita em setembro de 2012, Colonização de Marte começará em 2023? Pois é, as inscrições para um reality show que vai levar os participantes a saírem do planeta Terra para viverem em Marte pelo resto da vida já conta com mais de 78 mil inscritos. A ideia é da organização não governamental Mars One, cuja estratégia é criar um assentamento humano no planeta vermelho em 2023 e televisionar todos os aspectos da missão. As informações são do jornal britânico Metro.
 Os candidatos selecionados terão de ser aprovados em um processo de seleção com sete etapas. A escolha dos participantes deve durar, no total, cerca de dois anos.
 Bas Lansdorp, cofundador da Mars One diz que espera a inscrição de mais de meio milhão de candidatos antes do prazo de encerramento das inscrições, em 31 de agosto.
 "Com 78 mil inscritos em duas semanas este irá se transformar no emprego mais desejado da história. Mars One é uma missão que representa toda a humanidade e seu verdadeiro espírito só será justificado se pessoas de todo o mundo estiverem representadas", afirmou.
 O programa já recebeu pedidos de mais de 120 países. Mais de 3.500 só do Reino Unido. 
 Como parte do processo de seleção de cada candidato, é obrigatória a gravação de um vídeo de um minuto, no qual deve ser explicado o porque do desejo do candidato de morar em Marte. Cerca de 100 candidatos serão selecionados a partir da primeira fase do processo de seleção.
 "Os candidatos que recebemos vêm de uma ampla gama de personalidades, profissões e idades", disse Dr. Norbert Kraft, médico-chefe da seleção. "Isso é importante porque o que estamos procurando não está restrito a um grupo específico. Nesta primeira leva, vamos selecionar os candidatos mais comprometidos, criativos, flexíveis e motivados."
 Finalmente, por meio de voto público, será eleito o grupo a ser treinado para viver no planeta vermelho.
 Os interessados em participar da seleção podem se inscrever através da página do Mars One na intenet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário