sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Quais são os insetos mais perigosos?



 Os especialistas em insetos, os entomologistas, nunca fizeram um ranking definitivo sobre esse assunto. Afinal, essa é uma missão quase impossível diante do número estonteante de espécies de insetos: quase 1 milhão já foram catalogadas, mas os cientistas estimam que o total no planeta pode chegar a 10 milhões! A classe Insecta, sozinha, representa três quatros de toda a vida animal da Terra. Definitivamente, não é pouco. Mas a quantidade não é o único obstáculo para se chegar à lista dos mais perigosos, pois nem todos os insetos oferecem o mesmo tipo de risco. "Para responder a essa pergunta, temos antes que dividi-los em grupos. Alguns são perigosos porque transmitem doenças, mas há também os venenosos e aqueles que são considerados pragas, causando prejuízos para a agricultura", afirma o biólogo Osmar Malaspina, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Rio Claro (SP). Para ler mais clique abaixo ou na postagem.

Os maiores vetores de doenças

Aedes aegypti

Velho conhecido dos brasileiros, esse mosquito transmite a dengue e a febre amarela, doenças que podem se tornar epidêmicas e que tiram o sono das nossas autoridades sanitárias durante o verão. Apenas os infectados pela dengue somam 100 milhões por ano, segundo a OMS

Anopheles Darlingi

Este mosquito é o principal transmissor da malária, que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é a doença que mais causa problemas sociais e econômicos no mundo. Os parasitas do gênero Plasmodium são transmitidos ao homem pela picada do Anopheles

Panstrongylus megistus e Triatoma infestans

A maioria dos portadores da doença de Chagas é picada por um desses insetos, chamados de barbeiros. O protozoário Tripanosoma cruzi, presente nas fezes dessas espécies, entra no sangue pelas feridas abertas pelos barbeiros. Há cerca de 5 milhões de vítimas da doença só no Brasil

Os mais venenosos

Lonomia obliqua

Esta taturana tem o corpo coberto por pêlos espinhosos que soltam um veneno poderoso. A substância inibe a coagulação do sangue das vítimas e causa hemorragias que podem levar à morte. O bicho é comum no Brasil, principalmente nas regiões Sul e Sudeste

Vespa-mandarina

Junto com as abelhas, as vespas matam mais humanos que qualquer outro animal peçonhento. Das 500 espécies de vespa, cerca de 300 têm veneno. A mandarina atinge quase 5 centímetros e voa a 36 km/h. Para nossa sorte, é mais comum no Japão

Apis mellifera

As populares abelhas parecem inofensivas, mas são perigosas porque, além de irritadiças, costumam atacar em bando. Quando alguém recebe várias picadas, o excesso de veneno pode causar insuficiência renal e anemia aguda. Quanto mais ferroadas, maior o risco de morte

As maiores pragas

Bemisia tabaci

A mosca-branca já foi flagrada se reproduzindo em 506 espécies vegetais, entre elas o tomate e o algodão. O inseto tem esse nome por causa de sua cor esbranquiçada e é uma ameaça à agricultura em regiões tropicais e temperadas de todos os continentes

Schistocerca gregaria e Locusta migratoria

Desde os tempos bíblicos, os gafanhotos atacam lavouras em todo o mundo e estas são duas das espécies mais destruidoras. Uma nuvem de tais insetos pode ter até 50 milhões de indivíduos, que chegam a consumir cerca de 80 toneladas de folhas num único dia!

Formiga do gênero Atta

Considerada por muitos especialistas a pior praga da agricultura brasileira, a saúva tem grande potencial destrutivo, principalmente em áreas reflorestadas com eucaliptos e pinheiros. Elas vivem apenas nas Américas.

(Fonte: Mundo Estranho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário